01/04/2014

A traição da memória

Não há, com toda a certeza, pior coisa saída do ser humano, que a falta de honra nas palavras de honra que diariamente ouvimos. A quebra de um compromisso. 
Quer dizer, se calhar até há, porque isto do "o que eu mais detesto" é mesmo isso: o resultado do meu "eu". E há tantos eu's quanto os habitantes deste mundo, logo, haverá tantos "o que eu mais detesto" quantos eu's que ao nosso lado respiram.
Mas como estou a falar de moi même, o que o meu eu mais detesta é mesmo isso, a falta de honra.

Falta de palavra, no sentido de palavras que são ditas mas que voam com o vento. Bem, se pensar bem nisto, aquilo que mais detesto acabará por ser o raio do vento que teima em soprar quando as palavras, as tais que supostamente estão carregadinhas de honra, são proferidas.

3 comentários:

apenas umas letras disse...

Olá. Isso é bom sentires isso, porque significa que foste educada á moda antiga, com valores e que segues esses mesmo valores, em todas as situações. Existem pessoas da minha, da tua geração, que não respeitam os valores hoje em dia. E sendo assim, também gostarias que as pessoas fossem como tu e que honrassem os seus compromissos. Algumas pessoas não sabem o que é " o prometido é devido " . beijos

apenas umas letras disse...

Olá. Isso é bom sentires isso, porque significa que foste educada á moda antiga, com valores e que segues esses mesmo valores, em todas as situações. Existem pessoas da minha, da tua geração, que não respeitam os valores hoje em dia. E sendo assim, também gostarias que as pessoas fossem como tu e que honrassem os seus compromissos. Algumas pessoas não sabem o que é " o prometido é devido " . beijos

Anónimo disse...

I am genuinely pleased to glance at this weblog posts which includes tons of helpful facts, thanks for providing these data.


my blog post; pikavippi