12/05/2009

Quando o canto da sereia


Entre muitas outras coisas, a música tem a capacidade suprema de nos levar para sítios onde já vivemos vidas que apesar de lá longe, ficaram cá dentro. Para sempre. Suavemente perfumadas tal qual o cheiro da colónia Johnson, cor-de-rosa, em tempo de praia e mar. Esta música tanta e tanta vez foi cantada de forma alegre e pura, que se tornou um hino. Sem ela, nós e a memória, Lagos não teria razão de existir.

3 comentários:

A Senhora disse...

Zeca Pagodinho!!!! :))

Você é surpreendente! :)

beijos

VAP disse...

Mas essa música é demais!!!!!
Saudades!

Patricia Lousinha disse...

Obrigada Mi! Muito cantei eu esta música! E a faixa amarela! Oh, oh!