12/01/2009

Liquidatários temerários

"Terminou o julgamento que fez subir ao Tribunal de São João Novo, no Porto, um esquema de fraude que envolveu leiloeiras e liquidatários judiciais.
Dos 34 arguidos, 17 foram absolvidos, dez foram condenados com pena suspensa, mas sete vão ter mesmo de cumprir na prisão."
Com desproprósito ou somente despropósito , o acórdão foi hoje lido nas varas. E até teve voto de vencido de uma das juízes do colectivo. Artur Marques, um dos advogados, vai recorrer, outra coisa não seria de esperar, mas o que é sintomático, e salvo melhor opinião, é que seja aplicada uma pena despropositada quando todos sabiam e sabem que estas vendas ilegais de património efectivamente aconteciam e ao longo de todos estes anos todos, sublinhe-se todos, assobiavam para o lado!

4 comentários:

Tia Brites disse...

Eu não percebo nada destas coisas, mas não é o que acontece sempre?

Patricia Lousinha disse...

Sempre, sempre, não, Cas. Nem sempre se assobia para o lado. E nem sempre TODOS pactuam, ainda que ao de leve, com coisas dessas!

Funes, o memorioso disse...

Por uma vez, concordo integralmente consigo. Vamos lá a ver se a coisa não se repete, senão tenho que tomar providências.

Patricia Lousinha disse...

Eu até o estou a estranhar, caraças!