27/12/2008

P'rá frente é o caminho

Luís Miguel Henriques, o advogado que representa 122 clientes do BPP, vai apresentar uma providência cautelar na próxima segunda-feira.
Medo, muito medo...

2 comentários:

Funes, o memorioso disse...

Acho que vou intentar uma providência cautelar não especificada a exigir que não sejam intentadas mais providências cautelares.
Desde que a televisão começou a dar cobertura a cada queixinha que cada um se lembra de fazer que não há advogado (rectius, gente a trabalhar no ramo) que não intente a sua providenciazinha cautelar. A natureza meramente indiciatória da prova a ser nelas prouzida faz com que muitas sejam deferidas e isso dá uma bela propaganda. Tanto mais que, quando as acções principais são definitivamente perdidas, isso já deixou há muito de ser notícia.

Patricia Lousinha disse...

Na mouche, Excelência. Na mouche!