25/04/2008

As novas oportunidades, como elas são

Depois de hoje, nunca mais vou ouvir com os mesmos ouvidinhos a expressão "faz vivendas".
Sim, o D. faz vivendas, mas não carrega o cimento nem trata dos andaimes, das vigas ou entulhos. Muito menos as desenha ou cria, ainda que no papel. E cálculos só se forem os do merceeiro, o deve e haver na conta da mercearia do bairro. Da quantidade de leite e de fraldas descartáveis que as de pano nem pensar com a água que se gasta a lavar ao preço que está e nem sempre há sol e calor que as seque. Por isso descartáveis, que são mais caras mas é no imediato.
O D. faz vivendas, de profissão, de ocupação. Mas essencialmente este D., e estas vivendas, são feitas por razões de sobrevivência, "que o dinheirinho, o dinheirinho no imediato é preciso doutora!"
Ah, quando era pequenino, não que ainda o não seja, mas quando era pequenino e pensava no que queria ser quando fosse grande, só se lembrava que queria ser polícia e andar atrás dos maus.
A vida é mesmo tramada.

6 comentários:

JM Coutinho Ribeiro disse...

Ó Srª Drª, não é que tenha muito a ver com o post, mas já que fala de construção de vivendas, lembrei-me de umas imponentes torres de escritórios que estão na sua comarca - aqui quase em frente a minha casa - que fui espreitar ontem e que são do melhor que há: O Arrábida Lake Towers. Gaia está uma categoria!
Ah, ainda não lhe disse a data. Mas não estou esquecido :-)

Pedro Aniceto disse...

"Fazer torres" também tem o seu encanto, mas além de ser muito mais perigoso, é preciso um nadinha mais de arcaboiço...

382 U disse...

torres? prefiro claras em castelo!



sobre categoria, categoria é (espero eu vir a dizê-lo a partir de setembro) a Quinta de Cravel!

Manga dalpaka disse...

vivendas ou bibendas?

Binha disse...

"vivendas ou bibendas?"

Se estiverem viradas a norte...

Patricia Lousinha disse...

"O Arrábida Lake Towers. Gaia está uma categoria!"
Se está! E não é só a transparência do vidro e muito menos os vários planos de água. É a HN no seu esplendor. Se bem que, apesar de estar uma categoria, não deixa de ser uma aldeia, coisa pequenina.
Espero bem que não esteja esquecido, Excelência! :)

Acho que o D. não seria capaz de fazer torres. E não é só arcaboiço que é necessário. Sejam elas vivendas, torres, ou casas térreas.

Para as claras só é preciso a bela da Moulinex, oh Verde.
E Teixeira Duarte ao poder? :)

Tudo depende do gosto do freguês, Manga.
Se bem que estas, apesar de viradas a norte, continuam a ser Vivendas.