26/03/2008

Aviso

Senhor, dai-me sabedoria para entender alguns colegas, porque se me dás força, palavra que lhes parto a cara...

9 comentários:

Binha disse...

Mas para que raio os queres entender?

Manga dalpaka disse...

Curioso, penso isso tantas vezes!

Patricia Lousinha disse...

Porque tenho este hábito terrível de querer entender os que me rodeiam.
E tendo ou não força, sempre fico esclarecida, binha.

Portanto, não me sinto só, manga! :)

Binha disse...

"Porque tenho este hábito terrível de querer entender os que me rodeiam"

Dá tempo ao tempo. A sabedoria já a tens. A força há-de chegar sob outra forma!

filipe m. disse...

Concordo com a Binha (outra vez? isto começa a tornar-se preocupante...).

E não é a cara. São as rótulas, Senhora, as rótulas.

Binha disse...

Filipe!
Tive lógica novamente? Arre! Estou mesmo a ficar preocupada!
Não é preciso atacar as rótulas!
Aqui vão umas instruções para quem pretende partir a cara:
1º-Não se parte a cara, dá-se murros;
2º-Mão fechada, como se estivéssemos a segurar algo:
3º-Sempre de cima para baixo.

É a minha experiência, fruto de quem teve de se defender de irmãos mais velhos.
E já que se vai ter problemas a seguir, ao menos fica-se consoladinha!

Patricia Lousinha disse...

As rótulas já começam a ficar démodé. Daí o partir a cara! :)

Simpatia tua, Binha.
Com irmãos mais velhos? Oh, oh. Consoladinha ficava eu com coisas comezinhas. Nada de violências. A malta usava sempre a camisa mais gira e a t-shirt mais in. E usava tanto, martirizava tanto com o uso, que no fim, a usucapião (nem sempre pacífica, é certo...) entrava em acção! ;)

Vera Alves Pereira disse...

A Pátia, por uma questão de princípio, tem o hábito de querer entender os que a rodeiam, porque lhes dá valor, mesmo reconhecendo que, por vezes, não o tenham...

Patricia Lousinha disse...

Pronto.
A Vera, está, oficialmente addicted! Bem-vinda!